sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Comentários sobre a sessão "Clube da Luta"


A sessão fez parte da programação da Semana de Integração Acadêmica da UNIRIO.
Os temas tratados no debate foram sobre a criação de uma outra pessoa, outra personalidade; as lutas que cada um de nós travamos sobre aquilo que queremos alcançar; que o Tyler seria quem o personagem principal realmente era, enquanto o Jack seria o que a sociedade queria que ele fosse; que na sociedade nós temos várias personalidade de acordo com a situação que vivemos e com as pessoas com quem trocamos experiências; por que tenho que ser uma pessoa só? Por que não posso viver vários papéis?; a sensação de vazio que a sociedade vende como promessa de felicidade foi percebida na vida do Jack que achava ser feliz por poder comprar tantas coisas inúteis pro seu apartamento. 
O debate foi mais voltado para a questão da narrativa fílmica, observando as nuances do personagem principal, relacionando o que é passado no filme com a realidade da sociedade em que vivemos. Os participantes fizeram uma análise de quem era o personagem principal, vendo o filme como uma grande lição de vida, analisando assim que “mensagens” o filme vem trazer para o público, destacando as seguintes: “Fale menos e faça mais”; “Não somos heróis”; “Aprendemos conhecimentos inúteis”; “Temos que viver intensamente”; “Uma andorinha só não faz verão”; “Atualmente fazemos amigos descartáveis”.
As discussões perpassaram para além do debate, pois nossa participante tão querida, D. Laura, que não falta uma sessão, nos enviou por e-mail suas impressões sobre o filme, já que não pôde ficar para o debate:
“Parabéns pela escolha!!!! O título do filme afugentou alguns amigos meus. Nada sabia sobre o filme, mas eu pago sempre para ver. Tinha um compromisso e sabia que não ficaria para o debate (o que mais gosto). Gostaria muito de ter ouvido o que a plateia (maioria jovens) falou sobre ele. Para os desavisados ele podia parecer uma coisa, mas ele é muito profundo. Um filme metafórico, crítico com a sociedade atual. Procura nos mostrar os valores reais que devemos perseguir e que a forma pacífica é a melhor escolha para resolver qualquer problema. Apesar do estranhamento inicial, na medida em que fui percebendo “nas entrelinhas” a mensagem real ele foi me impressionando profundamente. ótimo filme e acredito que o debate trouxe muita luz sobre ele. Ele é um filme difícil de ser entendido vendo só uma 1ª vez. Pretendo revê-lo para um melhor entendimento.Vou ficar atenta para ver se ele passa em outro cineclube." Abs. Laura.

Portanto ficam para todos duas dicas: se não viu ainda este filme, veja assim que puder e quando assistir, compartilhe aqui conosco suas impressões!
Agradecemos a D. Laura pela sua participação (real e virtual) em nossas sessões.

Por Mirna Juliana







Um comentário:

  1. Foi muito bom mesmo!! Ótima postagem Mirna!

    ResponderExcluir